Responsabilidade ambiental: a preocupação do setor moveleiro.

Blippar: novidade Rimad!
23/07/2018
Rimad inaugura o projeto Loja Viva
24/08/2018

 

Impactos ambientais e perspectivas de retorno dos resíduos ao ciclo produtivo são temáticas atuais e emergentes que requerem o envolvimento e a participação de todos os segmentos da sociedade. A gestão ambiental apresenta-se como uma alternativa que vem de encontro com interesses socioeconômicos, envolvendo cada vez mais o segmento empresarial. A minimização de impactos ambientais associada à minimização de custos, recuperação de matérias-primas e energia, projetam um futuro em que os interesses comerciais se associam no sentido de preservar a qualidade de vida no nosso planeta.

A diminuição e/ou destinação correta dos resíduos sólidos (serragens e retalhos), o gerenciamento de materiais químicos (principalmente tintas e vernizes) e o uso de madeira comprovadamente reflorestada para a fabricação dos móveis são fatores que têm sido aplicados nas marcenarias.

A atividade industrial, por muito tempo tida como impactante, começa a despontar para um cenário de alternativas racionais de gestão, em que a variável ambiental insere-se, sem contudo, frear o seu desenvolvimento.
Alguns fatores têm sido importantes nestes direcionamentos pelas empresas, como os fatores coercitivos (regulações, multas, barreiras comerciais não tarifárias, pressões externas, etc.) que levam a uma ação reativa, e os fatores econômicos, onde a competitividade se dá também pela preservação e conscientização ambiental (responsabilidade social e ética) que levam a uma ação pró-ativa.

Apesar do destaque do setor moveleiro no cenário industrial brasileiro, melhorias na gestão ambiental poderão representar não apenas a sustentabilidade dos mercados conquistados, mas novos ganhos de competitividade, através de técnicas como racionalização do uso de matérias-primas, reaproveitamento e reciclagem de resíduos. A busca de recuperação das fatias de mercado perdidas, portanto, poderia ser catalisada pelo amparo das tecnologias limpas.

Procurando manifestar aos consumidores esta preocupação, as marcenarias já estão em busca de investir em selos verdes e certificações ambientais de processos e produtos que apresentam menor impacto na natureza em relação a outros produtos comparáveis e disponíveis no mercado.

Para conquistar tais certificações, a marcenaria precisa cumprir uma série de requisitos e estar compatível com normas municipais, estaduais e federais. Frequentemente é necessário contratar terceiros para realizar auditorias externas e independentes, com auditores credenciados e aptos a avaliarem as operações atuais para sinalizar por ajustes ou medidas corretivas.

Diferenciação do produto e a melhoria da imagem institucional são apenas dois dos benefícios que uma empresa certificada pode ter. Além do preço e da qualidade, o consumidor vem, cada vez mais, se interessando e buscando se informar sobre a responsabilidade socioambiental das marcenarias, observando qual a preocupação das companhias em promover um crescimento sustentável.

É comprovado! As empresas certificadas são capazes de facilitar a decisão de escolha no momento da compra!
Converse com nossos consultores e informe-se sobre as marcas vendidas nas lojas Rimad que possuem selos de certificação ambiental.
Visite uma de nossas lojas:

Rimad Leme
Avenida Maximiano Villa Rios, 560, Vila Joest, Leme – SP – (19) 3573-6800

Rimad Ribeirão Preto
Avenida Marechal Costa e Silva, 2516, Campos Elíseos, Ribeirão Preto – SP – (16) 3969-8777

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *